Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Cármen Lúcia dá 48 horas para BC explicar nota de R$ 200

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A ministra Cármen Lúcia deu 48 horas, contados a partir da noite de segunda, 25, para que o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, preste informações sobre o lançamento da nova nota de R$ 200 no âmbito da Ação por Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) ingressada pela Rede, PSB e Podemos no Supremo Tribunal Federal, a partir do repúdio à iniciativa do Instituto Não Aceito Corrupção, Transparência Partidária e outros organismos. A previsão era de que a nova nota entraria em circulação na próxima semana. Para as entidades, a novidade favorece a prática de atos ilícitos, assim como já ocorre com a nota de R$ 100. O Banco Europeu já restringe o uso de notas de valores altos.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto Foto: Adriano Machado/Reuters

 

Tudo o que sabemos sobre:

Cármen LúciaR$ 200