Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Cármen Lúcia nega habeas corpus a Sara Winter

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia negou, na noite de quinta-feira, 18, o habeas corpus impetrado pela defesa da extremista Sara Winter, líder do grupo “300 pelo Brasil“. Ela foi presa pela Polícia Federal na última segunda por decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes, relator de um inquérito que investiga a organização e o financiamento de atos antidemocráticos.

A ativista bolsonarista Sara Winter. Foto: Reprodução/ Instagram

Na quarta, o Ministério Público Federal denunciou Sara por injúria e ameaça contra Alexandre de Moraes.

Em depoimento à PF, Sara negou que os integrantes do “300 pelo Brasil” defendam uma intervenção militar no País e disse que não participou do ataque ao Supremo com fogos de artifício no sábado.

Ela também disse que atos que foram comparados a Ku Klux Klan, grupo supremacista branco dos Estados Unidos, tiveram inspiração em uma “passagem bíblica”. Ela negou ainda que o grupo recebe ajuda financeira do governo, informou o Broadcast Político.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Cármen LúciaSara Winter