Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Carrasco da Lei Seca’ defende identificação de projétil

Equipe BR Político

O senador Styvenson Valentim (Pode-RN), ex-capitão da PM, apresentou um projeto de lei no plenário da Casa, na quinta, 9, que cria a obrigatoriedade de identificação de projetil de arma de fogo por meio do lote. De acordo com o Instituto Sou da Paz, em 2018, apenas 26,3% das 195,7 milhões munições compradas no Brasil continham identificação. Esse mercado deve passar por expansão com o decreto do presidente Jair Bolsonaro, assinado na terça, 7, que flexibiliza o porte de armas para ao menos 19 categorias profissionais.

“Entre os casos de resolução de crimes, de homicídios violentos causados por arma de fogo, pelo menos 6% não são solucionados porque não se sabe quem atirou. Só sabem que a bala acertou, que perfurou, mas ninguém sabe quem foi o autor, qual foi a arma. Quando se descobre quem foi o autor, falta o elemento, o indício para provar se foi daquela arma que saiu aquela munição”, alegou o parlamentar, que ficou conhecido no seu Estado pela rigidez na aplicação da Lei Seca.

Tudo o que sabemos sobre:

Styvenson Valentim