Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Carta do BR18: Governo vê votação da reforma na CCJ ficar para depois do feriado

Equipe BR Político

A votação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara parece estar de vez fora do controle do governo. A oposição conseguiu impor uma nova derrota ao Planalto e adiar para semana que vem a votação. Mais do que isso, membros do Centrão se mobilizam para mudar pontos do texto enviado pela equipe do ministro Paulo Guedes já na CCJ, sem esperar o início dos debates na Comissão Especial. Apesar das tentativas de minimizar o descontrole da situação, fica cada vez mais evidente que as metas da reforma dificilmente serão alcançadas, como por exemplo a de atingir R$ 1 trilhão em dez anos de impacto fiscal. Isso porque a CCJ era considerada a etapa mais “simples” que a PEC enfrentaria no Congresso. Uma prova do amadorismo das lideranças do governo, que batem cabeça e fazem a alegria da oposição.

Por outro lado a novela da intervenção de Jair Bolsonaro na Petrobrás parece resolvida. O presidente da estatal, Roberto Castello Branco, anunciou um reajuste no preço do óleo diesel de R$ 0,10 por litro, algo que deve impactar um acréscimo de 4,84% nas bombas nesta quinta-feira.

Um novo personagem surgiu no meio do polêmico inquérito para investigar ataques na internet contra ministros do Supremo após as decisões do relator, Alexandre de Moraes. O ministro Edson Fachin deu 72 horas para a Advocacia-Geral da União (AGU) se manifestar sobre a ação em que Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR) aponta abuso de poder por parte de Dias Toffoli, presidente do Supremo que determinou a abertura do inquérito.

Já  a cidade de Nova York não parece muito feliz em ver Jair Bolsonaro sendo homenageado em suas fronteiras. Após o Museu de História Natural desmarcar evento da Câmara de Comércio Brasil-EUA que teria como destaque o presidente brasileiro e o prefeito da cidade, Bill de Blasio, classificar Bolsonaro como “perigoso”, agora foi a vez da Cipriani Hall, em Wall Street, não aceitar realizar a festa.

Quer receber as principais notícias do BR18 no seu e-mail? É só se cadastrar na nossa newsletter, na caixa que fica na coluna da direita aqui do site.

Você vai receber um e-mail por dia com os assuntos mais importantes sobre a política nacional.