Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Carta do BR18: Transparência em xeque em duas frentes

Vera Magalhães

Por Vera Magalhães *

A transparência foi colocada em xeque em duas frentes nesta quinta-feira. A primeira foi um decreto, assinado pelo presidente em exercício Hamilton Mourão, que altera a Lei de Acesso à Informação, permitindo que assessores que ocupem cargos com DAS de nível 101.6 (Direção e Assessoramento Superiores, com remuneração de R$ 16.944,90) tenham poder de decretar sigilo de documentos, declarando-os secretos (sigilo de 15 anos) ou ultrassecretos (25 anos). A segunda veio do Banco Central, que abriu consultoria pública para alterar a resolução que dispõe sobre a fiscalização que bancos devem fazer sobre movimentação financeira de seus clientes e, entre outras mudanças, propunha excluir o monitoramento específico de parentes de pessoas politicamente expostas. Nessa última deve haver um recuo, como mostra o BR18: a repercussão negativa deve fazer o BC voltar atrás.

Nada de consenso na inclusão dos militares na reforma da Previdência. Mourão e o general Augusto Heleno querem que a proposta para os militares seja enviada em separado das demais mudanças. Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, avisou: ficará estranho se a proposta dos militares não for enviada agora.

O dia ainda foi marcado pelo anúncio do deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) de que está abandonando seu mandato e deixando o País por causa das ameaças de morte que tem recebido.

Quer saber mais? Receber as principais notícias do BR18 no seu e-mail? É só se cadastrar na nossa newsletter, na caixa que fica na coluna da direita aqui do site.

Você vai receber um e-mail por dia com os assuntos mais importantes sobre a política nacional.

* Com Gustavo Zucchi

Tudo o que sabemos sobre:

Newsletter