Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Cartórios na mira do Aliança pelo Brasil

Equipe BR Político

Numa corrida contra o tempo, a Aliança pelo Brasil, novo partido do presidente Jair Bolsonaro, planeja fazer um mutirão pelos cartórios do País para colher as quase 500 mil assinaturas necessárias para viabilizar a criação da legenda. Para poder concorrer nas próximas eleições, o processo de criação do Aliança precisa estar concluído até 31 de março de 2020.

Como você leu no BRP, a primeira opção do partido para tentar o registro é a coleta via biometria. Caso não consiga a autorização do TSE para esse sistema, a legenda vai recorrer à estratégia de coleta tradicional.

Em relação aos cartórios, a ideia é que disponibilizem funcionários e equipamentos para trabalharem em postos itinerantes montados pelo Aliança pelo Brasil em locais de grande circulação em diferentes cidades do País. Até o momento, a resposta dos cartórios tem sido positiva. A eles, o processo é interessante porque são remunerados por assinatura coletada, informa o Valor.