Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Casa Civil às moscas

Cassia Miranda

Exclusivo para assinantes

No mesmo tuíte em que demite – mais uma vez – o ex-número 2 da Casa Civil, Vicente Santini, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, na manhã desta quinta-feira, 30, que também vai exonerar do cargo o secretário-executivo interino da Casa Civil, Fernando Moura, que havia sido escolhido pelo ministro Onyx Lorenzoni, após a primeira demissão de Santini, há dois dias.

Foto: Dida Sampaio

Como você leu no BRP, Onyx também foi posto de castigo pelo presidente: perdeu para o ministro da Economia, Paulo Guedes, a guarda sobre o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). As mudanças na pasta devem ser publicadas ainda hoje em edição extra do Diário Oficial da União.

O esvaziamento e enfraquecimento da pasta de Onyx acontece em meio às férias do ministro. A previsão é de que o titular da Casa Civil reassuma o posto no próximo dia 3. Isso, se até lá, Bolsonaro não submetê-lo a férias mais longas – e forçadas.