Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Casa Civil e MEC negam recuo em contingenciamento

Equipe BR Político

Após o presidente da República ligar para o ministro da Educação diante de líderes partidários em reunião nesta tarde de terça, 14, para que suspendesse o contingenciamento nas universidades, a Casa Civil e o MEC negaram que houve tentativa de recuo de Jair Bolsonaro. “Não procede a informação de que haverá cancelamento do contingenciamento no MEC. O governo está controlando as contas públicas de maneira responsável”, afirmou a Casa Civil por meio de nota nesta noite.

O MEC também afirmou que o diálogo não existiu. Já o Ministério da Economia esclareceu, também por meio de nota, que não houve nenhum pedido por parte da Presidência da República para que seja revisto contingenciamento de qualquer ministério. Estavam presentes no encontro parlamentares de sete partidos: Podemos, Cidadania, PV, PSC, Patriotas, Novo e o PSL. “O que o presidente falou é que não haverá contingenciamento na pasta da Educação”, disse o deputado Diego Garcia (Pode-PR) que estava presente no encontro. A reunião ocorreu às 18h, poucos minutos depois de a Câmara aprovar a convocação do ministro, informa o Broadcast Político. Universidades públicas e privadas apoiam os protestos previstos para esta quarta, 15, contra a medida do MEC.

Tudo o que sabemos sobre:

MECAbraham Weintraub