Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Caso do caseiro de Palocci de volta

Equipe BR Político

O Superior Tribunal de Justiça vai julgar um recurso no dia 12 em que a Caixa Econômica Federal tenta reverter as derrotas sofridas até aqui com a quebra do sigilo bancário, 13 anos atrás, do ex-caseiro Francenildo Costa, pivô da queda do ex-ministro Antonio Palocci do Ministério da Fazenda, informa o Estadão. A indenização a favor de Costa pode chegar a R$ 400 mil.

O ex-caseiro revelou ao Estadão em 2006 que Palocci frequentava uma residência onde representantes da chamada ‘República de Ribeirão Preto’ se reuniam para organizar reuniões, festas e partilhar dinheiro entre correligionários. O então presidente da Caixa, Jorge Mattoso, revelou depois em depoimento que entregou a Palocci o extrato da conta poupança. A crise derrubou Palocci e a Polícia Federal concluiu que o ex-ministro foi o mandante da quebra ilegal de sigilo.

Tudo o que sabemos sobre:

Antonio PalocciFrancenildo Costacaseiro