Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

CCJ da Câmara aprova PEC do voto impresso

Equipe BR Político

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira, 17, uma proposta de emenda constitucional que torna obrigatória a expedição de cédulas impressas nas eleições. Conhecida como “PEC do voto impresso”, a proposta foi aprovada com 33 votos favoráveis e 5 contrários. A PEC agora seguirá para uma comissão especial da Câmara.

Pelo texto, de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), as cédulas poderão ser conferidas pelo eleitor e deverão ser depositadas em urnas de forma automática e sem contato manual, para fins de auditoria. Pelo Twitter, Kicis comemorou a aprovação da proposta na CCJ. “Aprovada agora a PEC 135 do voto impresso na CCJ, uma das minhas pautas mais importantes e promessa de campanha. Vamos continuar trabalhando até sua aprovação final no Congresso”, escreveu. Alguns parlamentares, porém, criticaram a proposta principalmente pelo custo que o voto impresso gerará aos cofres públicos. “Isso vai gerar um custo adicional de R$ 2 bilhões, além de ser um retrocesso”, afirmou o deputado Rubens Bueno (Cidadania – PR).

Tudo o que sabemos sobre:

CCJvoto impresso