Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Cedo madruga’ quem quer impedir a CPI da Dersa

Equipe BR Político

Para impedir a CPI da Dersa na Alesp, assessores parlamentares aliados de João Doria (PSDB) levaram ao pé da letra o ditado “Deus ajuda quem cedo madruga”. Como mostra o Estadão, havia fila para protocolar CPIs na Assembleia na manhã desta segunda-feira. Na verdade, a fila começou a ser formada na sexta-feira, 15. Explica-se: o regimento interno da Alesp permite que apenas cinco CPIs funcionem simultaneamente e elas são instaladas na ordem em que foram protocoladas.

Então, graças ao esforço dos assessores, ao invés da apuração sobre os crimes de Paulo Vieira de Souza, suposto operador do PSDB, durante sua gestão na Dersa, serão investigados na Alesp irregularidades na venda de animais em pet shops e nas empresas de táxi. Outras CPIs que conseguiram ser protocoladas tratam da barragem de Salto Grande, em Americana, de problemas na Fundação para o Remédio Populares e de repasses para universidades públicas.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Alespdersapaulo pretoPSDB