Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Celso de Mello manda PF ouvir Moro sobre acusações contra Bolsonaro

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Além de autorizar abertura de inquérito sobre as acusações do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, contra o presidente Jair Bolsonaro, o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), também deu prazo de 60 dias para que Moro seja ouvido pela Polícia Federal.

O ministro do STF Celso de Mello

O ministro do STF Celso de Mello. Foto: Gabriela Biló/Estadão

As determinações do decano são em resposta a um pedido de diligência feito pelo procurador-geral da República. Augusto Aras também pediu para que sejam apresentadas provas de corroboração da denúncia feita pelo ex-ministro sobre as tentativas de interferência do presidente Bolsonaro na autonomia da PF.

O objetivo é apurar se foram cometidos os crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça, corrupção passiva privilegiada, denunciação caluniosa e crime contra a honra, segundo o pedido feito pela PGR.

Na decisão, o decano observou que o presidente da República “também é súdito das leis”, apesar de ocupar uma “posição hegemônica” na estrutura política brasileira, “ainda mais acentuada pela expressividade das elevadas funções de Estado que exerce”.

Tudo o que sabemos sobre:

Celso de MelloSTFsergio moroJair Bolsonaro