Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

CEM repudia mudanças no IBGE

Equipe BR Político

O Centro de Estudos da Metrópole da USP repudiou em nota publicada nesta quarta, 5, a política do IBGE de reduzir perguntas do questionário básico e da amostra do Censo Demográfico de 2020. “Segundo a proposta em debate, no questionário básico, aplicado à toda população, apenas o indivíduo “responsável pelo domicílio” informará sua renda, por meio de um quesito único. Essa configuração implica problemas relevantes. A renda dos demais moradores não será captada, o que impossibilita o cálculo da renda domiciliar per capita e consequentemente o cálculo de taxas de pobreza, medidas de desigualdade e bem-estar”, afirma o grupo multidisciplinar composto por pesquisadores demógrafos, cientistas políticos, sociólogos, geógrafos, economistas e antropólogos.

O centro critica ainda a falta de justificativa para as mudanças. “A redução dos questionários, descolada de ganhos justificados, não pode se tornar um fim em si mesma. A revisão do questionário requer tanto pré-testes como avaliação de seus impactos, quer para a produção de políticas quer para a produção do conhecimento. Ressaltamos, dessa forma, os riscos que os as mudanças anunciadas no questionário e na aplicação do Censo 2020 podem trazer para o futuro das pesquisas e das políticas públicas”, conclui.

Tudo o que sabemos sobre:

Censo Demográfico 2020IBGEUSP