Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Centrão tenta impor pauta a Bolsonaro

Equipe BR Político

A cizânia entre o governo e o Congresso se ampliou muito na semana passada. De um lado, o Centrão investiu mais pesadamente em manobras para desgastar o Executivo: não votação de medidas provisórias, convocação do ministro da Educação e flerte com a apresentação de uma reforma da Previdência alternativa. Em contrapartida, o bolsonarismo investe mais pesado em tentar desgastar o Congresso, inflando uma manifestação prevista para o próximo domingo.

Se nenhum bombeiro entrar em campo para atuar, a tendência é os dois lados partirem para o confronto aberto. Reportagem do Estadão mostra como foi gestada, aos poucos, a estratégia do Centrão, grupo de cerca de 230 deputados que tem sido o fiel da balança da governabilidade nos últimos mandatos. E como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), tem forte influência sobre o grupo, ainda que às vezes divirja de suas investidas.