Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

CGU em campo para dissuadir Moro de sair

Vera Magalhães

Exclusivo para assinantes

O ministro da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário, foi o bombeiro escalado nesta manhã para tentar dissuadir Sérgio Moro de pedir demissão do Ministério da Justiça. Os dois devem ter uma conversa agora.

O minsitro da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário

O minsitro da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário Foto: Wenderson Araújo/CGU

Rosário é próximo ao ministro desde a Lava Jato, na qual atuou, ainda pelo governo Michel Temer.

Moro marcou pronunciamento para as 11h. O prazo de três horas estipulado por ele foi visto por aliados de Jair Bolsonaro como proposital, para dar tempo de costurar alguma saída e a garantia de que o ministro será ouvido na troca de comando da Polícia Federal.

Mas integrantes dos times dos dois lados não veem mais muito espaço para negociação, dada a perda completa de confiança mútua dos dois.