Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Chance ‘não é alta’ de infiéis levarem mandato a outro partido

Equipe BR Político

Para o advogado que atua no campo do direito eleitoral, Ricardo Penteado, é baixa a chance de os deputados do PSL manterem seus mandatos, e consequentemente tempo de TV e verba de fundos públicos, caso decidam mudar de partido. “O que está em jogo é o mandato político e o que vem junto, como o dinheiro e o tempo de TV, duas moedas valiosas para as campanhas. A chance não é alta não. Me parece que é isso que está transformando essa crise mais profunda”, afirmou ele no programa Painel, da Globonews, neste domingo, 20, em referência à disputa pelo poder dentro do PSL entre forças bolsonaristas e outra ligada ao presidente da sigla, Luciano Bivar.

Ele lembra que a janela partidária, momento em que parlamentares são autorizados a mudar de partido, só é aberta para quem vai disputar as eleições municipais. “Temos que lembrar que existe a janela, mas que fica aberta para as eleições municipais, e não para parlamentares no Congresso Nacional. Essa é a charada então: como o TSE vai interpretar uma migração partidária, se vai levar à perda de mandato, e se o parlamentar que migra leva ou não o dinheiro e o tempo de TV”, disse.

 

Tudo o que sabemos sobre:

janela partidária