Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Chanceler preocupado com a ‘demonização’ da sexualidade masculina

Equipe BR Político

Se o ministro Ricardo Salles não quer saber da “demonização” da Agricultura, Ernesto Araújo (Relações Exteriores) tem preocupação semelhante. A diferença é que o chanceler não quer saber da “demonização” da sexualidade masculina. Nesta quarta-feira, 7, Araújo defendeu a retirada da ideologia no debate sobre a “cultura do estupro”, ao ser questionado pela deputada Fernanda Melchionna (PSOL-RS), em audiência pública na Comissão de Seguridade Social e Família.

Além da preocupação sobre a sexualidade masculina, Araújo também bateu forte na “ideologia de gênero”, tema da audiência na comissão após o Brasil defender o veto ao termo em documentos da ONU. Ele disse que a morte do menino Rhuan, de 9 anos, em maio no Distrito Federal, assassinado pela própria mãe com o auxílio de sua companheira, foi por causa da ideologia de gênero./ G.Z.