Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Chanceler quer romper ‘injustiça’ do Brasil contra Israel

Equipe BR Político

Um dia após o presidente norte-americano, Donald Trump, afirmar que os Estados Unidos vão reconhecer a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, contradizendo décadas da política externa americana e provavelmente violando uma resolução da ONU sobre o caso, o chanceler Ernesto Araújo afirmou pelo Twitter nesta sexta, 22, que o Brasil está rompendo com a “tradição espúria e injusta” de apoiar o “tratamento discriminatório contra Israel na ONU”.

O presidente Jair Bolsonaro viaja no dia 30 de março a Israel.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Ernesto AraújoDonald Trump