Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Chanceler rebate: ‘Muitos países europeus têm uso de agrotóxico’

Equipe BR Político

O chanceler Ernesto Araújo rebateu nesta terça, 2, as críticas do governo francês ao acordo estabelecido entre Mercosul e União Europeia. A porta-voz francesa Sibeth Ndiaye ecoou hoje resistências de representantes do agronegócio francês ao dizer que não sabe se seu país irá ratificar as negociações. O ministro do Meio Ambiente francês, François de Rugy, também afirmou que o acordo só será ratificado pela França se o Brasil respeitar seus compromissos contra o desmatamento na Amazônia. O deputado ruralista, Jean-Baptiste Moreau, do mesmo partido do presidente Emmanuel Macron, também disparou ferozmente contra as tratativas na segunda, 1, destacando recente liberação de agrotóxicos no Brasil.

“Nada do que está no acordo é surpresa aos Estados-membros da União Europeia”, disse nesta o ministro durante coletiva, em Brasília. “Também esperamos ver implementados, inclusive, os compromissos deles, que são os países desenvolvidos, como desembolsos de recursos para financiamento de energias renováveis”, acrescentou. “Esse tema se coloca como se fosse apenas de interesse europeu, mas é de interessante nosso também. Muitos países europeus têm uso de agrotóxico por hectare maior que o do Brasil.”

 

Tudo o que sabemos sobre:

FrançaMercosulUnião Europeia