Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Chanceler russo rebate Araújo sobre crise na Venezuela

Equipe BR Político

Após o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, ter feito um apelo aos chanceleres do Brics em relação à crise na Venezuela, o chanceler russo, Sergey Lavrov, rebateu sua fala e defendeu uma solução “sem interferência de fora” no país vizinho ao Brasil. As afirmações foram feitas pelos ministros nesta sexta-feira, 26, na Reunião de Ministros das Relações Exteriores do Brics no Rio de Janeiro. O grupo de países é composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Rússia e China têm assentos permanentes do Conselho de Segurança da ONU, e mantém apoio ao regime de Nicolás Maduro na Venezuela.

“Precisamos usar a lei internacional como uma fundação, e apoiar os venezuelanos a chegar a uma solução por eles mesmos, sem interferência de fora”, afirmou Lavrov. O ministro russo defendeu mediações internacionais entre Maduro e a oposição como um “passo no caminho de encontrar uma solução sustentável”. Anteriormente, na reunião, Araújo havia afirmado que há “um grito de liberdade” vindo da Venezuela, e fez um apelo ao Brics para “agirem em conjunto” com relação à crise.