Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Chile fecha acordo para convocar plebiscito sobre nova Constituição

Equipe BR Político

Na tentativa de pacificar o país, o Congresso do Chile chegou a um acordo na madrugada desta sexta-feira, 15, para convocar um plebiscito em abril de 2020 sobre uma nova Constituição. Essa se tornou uma das bandeiras dos manifestantes que há mais de um mês protestam no país. A Constituição chilena vigente foi criada durante a ditadura de Augusto Pinochet.

“É uma resposta da política maiúscula, que pensa no Chile e que também assume responsabilidade”, afirmou o presidente do Senado, Jaime Quintana. As negociações foram feitas entre os principais partidos da oposição e a coalizão governamental de Sebastián Piñera. No Chile, o “Acordo de paz e pela nova Constituição” tem sido chamado de histórico.

A consulta popular em abril fará duas perguntas aos chilenos. Primeiro, se querem uma nova Constituição e, depois, que tipo de órgão deveria escrevê-la – uma “comissão constitucional mista”, uma “convenção constitucional” ou Assembleia Constituinte, explicou o presidente do Senado, Jaime Quintana, ao La Nación.