Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Cientistas de Harvard preveem isolamento intermitente até 2022

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Os esforços de distanciamento social para evitar o colapso hospitalar diante da pandemia de covid-19 podem ser necessários, ao menos de modo intermitente, até 2022. É o que estima um grupo de pesquisadores da Escola de Saúde Pública da Universidade Harvard em artigo publicado nesta terça-feira, 14, na revista Science, reporta o Estadão. Isso porque a projeção é de que surtos recorrentes do SARS-CoV-2 no inverno provavelmente ocorrerão após a onda pandêmica inicial mais grave.

Projeção é de que surtos recorrentes do covid-19 no inverno provavelmente ocorrerão após a onda pandêmica inicial mais grave

Projeção é de que surtos recorrentes do covid-19 no inverno provavelmente ocorrerão após a onda pandêmica inicial mais grave Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Os cientistas buscaram avaliar, para os próximos cinco anos, quanto o coronavírus SARS-CoV-2 deverá persistir na população humana após o estágio inicial da pandemia. Uma resposta concreta, dizem, dependerá de sabermos exatamente quanto vai durar a imunidade humana depois da contaminação ou de tomar uma eventual vacina. E, para isso, serão necessários estudos sorológicos urgentes que determinem a extensão da imunidade da população, se ela diminui com o tempo e a que taxa.

Tudo o que sabemos sobre:

isolamentoharvard2022coronavíruspandemia