Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ciúmes do DEM na Câmara

José Fucs

A intenção de Bolsonaro de eliminar o sistema do toma lá, dá cá em sua relação com o Congresso e negociar com blocos parlamentares já começa a gerar turbulência na Câmara antes mesmo da posse. Segundo a Coluna do Estadão, deputados de legendas ainda não contempladas com ministérios, enciumados com o tratamento dado ao DEM, que já conquistou três Pastas no novo governo, dizem não ter motivação para votar a reforma da Previdência, sem receber nada em troca. A avaliação é de que as indicações atreladas às frentes, privilegiadas por Bolsonaro, não têm apoio partidário e por isso não agregariam votos. / J.F.

Tudo o que sabemos sobre:

BolsonaroDEMprevidência