Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Coincidência?

Equipe BR Político

Oito testemunhas de defesa e duas de acusação faltaram na segunda-feira, 13, ao depoimento no processo de impeachment do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella. Com isso, a sessão na Câmara dos Vereadores que foi marcada por bate-bocas do início ao fim, foi cancelada. A defesa de Crivella disse que as ausências foram apenas uma coincidência. Agora, a comissão vai intimar judicialmente todas as testemunhas julgadas pertinentes, segundo o Globo.

O presidente da comissão, vereador Willian Coellho (MDB) e o relator Luiz Carlos Ramos Filho (Podemos) afirmaram que houve desrespeito à Casa. “O que houve é inconcebível. Provavelmente foi uma estratégia da defesa, sabendo que há prazo para trabalho da comissão se encerrar”, disse Coelho. Até o dia 4 de julho é preciso acontecer a votação em plenária, ou o processo prescreve.