Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Collor e FHC avaliam que o STF ultrapassou limites

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Os ex-presidentes da República Fernando Henrique Cardoso e Fernando Collor avaliam que a decisão do ministro Alexandre de Moraes de barrar a nomeação de um amigo do presidente para o comando da Polícia Federal foi açodada. “Talvez não fosse interessante ao STF ter entrado nesse mérito porque é um ato privativo do presidente fazer nomeação de quem quer que seja. Talvez tenha havido um pouco de açodamento de impedir a posse do diretor da PF”, afirmou o alagoano em debate virtual organizado pelo Consultor Jurídico nesta segunda, 4.

O ex-presidente Fernando Collor durante a live do Consultor Jurídico nesta segunda

O ex-presidente Fernando Collor durante a live do Consultor Jurídico nesta segunda Foto: Reprodução/Consultor Jurídico

FHC usou o mesmo argumento. “Eu temo em concordar com o Collor. O momento é delicado. Como está existindo, por razoes que já mencionamos aqui, uma espécie de esfacelamento de poder, cada Poder quer ocupar um espaço. Acho que precisa haver uma contenção (…) Como o presidente vai para agressão, ele abre espaço para que outros Poderes tenham que cumprir funções que são próprias dele, do Executivo. Acho que o Judiciário e o Supremo têm se comportado bastante bem, mas acho que agora exagerou. Foi além. Você não pode dar ao presidente a desculpa de dizer ao país que está sendo bloqueado”, afirmou o tucano.