Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Colômbia faturou na COP e fatura em Davos

Equipe BR Político

O presidente colombiano, Iván Duque, comemora o fato de seu país sediar a versão latino-americana do Fórum Econômico Mundial em 2021, segundo afirma pelo Twitter. Aliás, era ele quem estava ontem no painel de discussão sobre o futuro da Amazônia, ao lado do climatologista brasileiro Carlos Nobre, do ex-vice presidente dos Estados Unidos Al Gore e da naturalista Jane Goodall em Davos. Na mesa, não havia representante do governo brasileiro, apesar de o País estar bem representando, digamos, por Nobre.

Duque informou do plano colombiano de plantar 180 milhões de árvores até 2022 e do programa de preservação floresta do país, que tem 35% de seu território na Amazônia.

Em dezembro, durante a COP-25, na Espanha, a Colômbia também levou seu prêmio da Alemanha, Noruega e Reino Unido pela redução do desmatamento em 10% entre 2017 e 2018: US$ 360 milhões até 2025 para preservar sua floresta amazônica.

 

Tudo o que sabemos sobre:

ColômbiaDavosIvan Duque