Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Com a CPMF, Marcos Cintra reaparece

Equipe BR Político

Se a CPMF voltou ao debate nesta semana, quem também reapareceu foi o ex-secretário da Receita Marcos Cintra. Mesmo tento sido exonerado do governo por defender ferrenhamente a volta do imposto, o ex-auxiliar não desistiu da pauta.“Estou articulando estudos para subsidiar deputados e senadores que defendem o projeto”, afirmou ao Painel S.A., da Folha.

Ele diz ter a seu lado dezenas de entidades empresariais, que a partir de março farão uma campanha pró-CPMF. “(Bolsonaro) está revendo as posições dele. Vejo hoje um outro ambiente”, avalia Cintra sobre as recentes declarações do presidente de que “todas as cartas estão na mesa”.

Na avaliação de Cintra, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se apressa ao tentar enterrar a CPMF e afirmar que a proposta não avança na Casa. “Com todo respeito que tenho por ele, acho um pouco precipitada essa afirmação. Ele não conhece o projeto. Ainda não foi discutido.”
Para Cintra, a reforma tributária estará condenada se não tiver o tributo sobre movimentação financeira, que ele prefere chamar de imposto digital em vez de CPMF.

Tudo o que sabemos sobre:

CPMFMarcos Cintraimposto