Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Com Biden à frente, apuração deve levar dias nos EUA

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Uma margem estreita, um grande número de votos pendentes e a possibilidade de recontagem de votos em Pensilvânia, Geórgia, Arizona e Nevada tornam a disputa entre o presidente Donald Trump e Joe Biden muito prematura para ser declarada ou projetada pela imprensa americana nesta tarde de sexta-feira, 6. A TV americana CNN afirmou que há nesse momento muita cautela para se projetar o vencedor na Pensilvânia, por exemplo, uma vez que ainda não há uma vantagem matematicamente irreversível para o democrata.

Protesto do lado de fora do Centro de Convenções da Pensilvânia, na Filadélfia

Protesto do lado de fora do Centro de Convenções da Pensilvânia, na Filadélfia Foto: Matt Slocum/AP

Biden abriu uma vantagem de mais de 13 mil votos na Pensilvânia nesta sexta-feira de manhã sobre Trump, com mais de 6,5 milhões de votos contados – uma margem de cerca de 0,15%. A lei estadual determina que uma recontagem deve ser feita se a diferença entre os dois candidatos for inferior a 0,5%. E ainda faltam dezenas de milhares de votos para serem contados.

Segundo autoridades do Estado, há ao menos 40 mil votos restantes para serem processados divididos em três categorias: exigem revisão, são cédulas provisórias ou são de eleitores militares e americanos que vivem em outros países. Além disso, cerca de 85 mil cédulas provisórias de 56 condados estavam pendentes, ainda sendo revisadas. Essas cédulas serão contadas depois que os oficiais verificarem sua elegibilidade para serem incluídas na apuração.

A Pensilvânia é um dos Estados-chave na disputa deste ano. O democrata espera o resultado de lá para confirmar sua conquista dos 270 votos no colégio eleitoral necessários para ganhar a presidência. Se vencer no Estado, somará 273, enquanto o republicano Trump aparece com 213.

Existe a possibilidade de que a corrida não seja decidida por dias. Se houver menos de meio ponto percentual de diferença entre o total de votos de Biden e Trump, a lei estadual determina que uma recontagem seja realizada. As informações são do Estadão.

Tudo o que sabemos sobre:

Joe BidenDonald Trumpapuraçãoeleição