Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Com o bolsonarismo não existe paz’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Júnior Bozella (PSL-SP), que conheceu de perto o pensamento bolsonarista, respondeu aos pedidos de pacificação entre os Poderes que vira e mexe aparecem nos quadros da República. Para o deputado, é a mentalidade do governo de Jair Bolsonaro que não permite e não quer uma tranquilidade institucional.

“Desde o dia 1 de janeiro de 2019 até hoje aparece, a cada dia, uma nova alma pedindo para pacificar o país. Ainda não entenderam que com o bolsonarismo não existe paz. Será assim até o último dia do seu governo”, afirmou.

Nesta quarta-feira, 17, foi a vez do novo Ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD-RN), pedir uma união em prol do avanço do Brasil. “O grave momento também exige de nós uma postura de compreensão, de abertura ao diálogo. Se é tempo de levantarmos a guarda contra o novo coronavírus, também é hora de um armistício patriótico e deixarmos a arena eleitoral para 2022”, disse Faria.

Na noite da última terça-feira, após um dia de ações contra bolsonaristas por ameaças contra o Supremo, o presidente Jair Bolsonaro subiu o tom e prometeu adotar “medidas legais” para proteger “a liberdade”.

Tudo o que sabemos sobre:

Júnior BozellaJair BolsonaroFabio Faria