Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Com pandemia, número de famílias endividadas atinge recorde no Brasil

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A quantidade de famílias endividadas atingiu o recorde no início de abril de 2020, de acordo com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), divulgados nesta terça-feira, 14. A entidade revelou que 66,6% das famílias brasileiras têm dívidas em cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguro, o maior porcentual desde o início da série histórica da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), em janeiro de 2010. 

De acordo com o presidente da confederação, José Roberto Tadros, o aumento do endividamento ocorreu principalmente pela ampliação e medidas de estímulo ao crédito com a crise do coronavírus. 

O resultado da pesquisa é o primeiro registrado depois da aceleração da disseminação da covid-19 no Brasil. Os dados foram colhidos entre 20 de março e 5 de abril. No período, apesar do maior endividamento, o índice de inadimplência ficou estável em relação ao mês anterior, em 25,3%, depois de dois meses de aumento consecutivo.

Tudo o que sabemos sobre:

dívidascoronavírusCNCPeicendividamento