Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Com tapa de luva, Teich recusa oferta de Pazuello para ser ‘conselheiro’

Alexandra Martins

Exclusivo para assinantes

Um peixe fora d’água diante de tanta artilharia contra o combate da pandemia na reunião ministerial do #22A, o ex-ministro da Saúde Nelson Teich recusou o convite do ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello, para ser seu conselheiro, conforme informou pelo Twitter nesta manhã de sábado, 23, acrescentando que sua rápida estada na Saúde tinha como objetivo “trazer um modelo de gestão mais técnica”:

“Agradeço ao Ministro Interino Eduardo Pazuello pelo convite para ser Conselheiro do Ministério da Saúde, mas não seria coerente ter deixado o cargo de Ministro da Saúde na semana passada e aceitar a posição de Conselheiro na semana seguinte.”

“Quando assumi o MS, o objetivo era trazer um modelo de gestão mais técnica, que aumentasse a eficiência do Sistema e melhorasse o nível de saúde da sociedade. Ser mais técnico não significa apenas uma condução médica mais técnica. Isso seria tratar o problema de forma simplista.”

“Uma condução técnica do Sistema de Saúde significa uma gestão onde estratégia, planejamento, metas e ações são baseadas em informações amplas e precisas, acompanhadas continuadamente através de indicadores.”

“Desejo ao Ministro Interino Eduardo Pazuello todo o sucesso na condução do Ministério da Saúde e estou à disposição para que a transição aconteça da melhor forma possível.”

Veja a reação de Teich quando Salles diz que “estamos nesse momento de tranquilidade no aspecto de cobertura de imprensa, porque só fala de COVID e ir passando a boiada e mudando todo o regramento e simplificando normas”:

Tudo o que sabemos sobre:

Nelson TeichEduardo PazuelloSaúde