Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Comissões no Congresso continuam paralisadas

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

A instauração de comissões virou o trabalho mais hercúleo do Congresso Nacional em 2020. Se mesmo antes da pandemia a falta de acordo atrapalhava, agora, com a proximidade do Centrão do governo, não há entendimento nem mesmo entre partidos outrora aliados.

Nesta manhã, por exemplo, estava prevista a instauração da Comissão Mista de Orçamento, necessária para votar a LDO e a LOA de 2021. A previsão era de que Elmar Nascimento (DEM-BA) fosse escolhido presidente. Só que de última hora, Arthur Lira (PP-AL), decidiu revindicar para o seu grupo a indicação. No final, o presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), teve de adiar para semana que vem o início dos trabalhos.

Cenário de conflito também na Câmara, As comissões, cuja volta dos trabalhos é necessária para a cassação do mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ), continua sem previsão de acontecer. Na pauta desta semana da Casa, não aparece o projeto de resolução que permitiria que os encontros acontecessem virtualmente, de forma semelhante ao plenário. O principal imbróglio é a Comissão de Constituição e Justiça, cuja presidência em 2020 continua indefinida.

Assim, o Conselho de Ética da Câmara, que tem em suas mãos o processo de Flordelis, além de uma penca de denúncias contra deputados bolsonaristas, continuará paralisada. Por exemplo, o filho do presidente Jair Bolsonaro, deputado Eduardo Bolsonaro, tem duas representações contra si. Isso também atrapalha, já que não há interesse do grupo no retorno dos trabalhos. Flordelis é acusada de participar do assassinato do marido

Tudo o que sabemos sobre:

Câmara dos DeputadoscomissõesFlordelis