Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Como interino, caberá a Maia anistiar partidos

Equipe BR Político

Rodrigo Maia, enquanto presidente da República em exercício, deve sancionar o polêmico projeto de lei que anistia multas aplicadas a partidos políticos, ao redor de R$ 70 milhões, aprovado pelo Congresso em abril, informa o Estadão. O texto – previsto para ser publicado até amanhã no Diário Oficial da União – pode sofrer alguns vetos. Presidente da Câmara, Maia assumiu a Presidência da República por algumas horas nesta quinta-feira, 16. O presidente Jair Bolsonaro está nos Estados Unidos e o retorno está previsto para 21 horas. Já o vice, Hamilton Mourão, viajou nesta tarde com destino à China.

A principal medida do texto aprovado, relatado pelo deputado Paulinho da Força (SD-SP), é a anistia para os partidos que não tenham aplicado o mínimo de 5% das verbas do Fundo Partidário para promover participação política das mulheres entre 2010 e 2018, mas que tenham direcionado o dinheiro para candidaturas femininas.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo Maiapartidosanistia