Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Conflito EUA x Irã vai escalar ainda mais?

Vera Magalhães

A resposta à pergunta que vai no título desta nota dependerá, em grande medida, do tom adotado por Donald Trump nesta quarta-feira. O presidente norte-americano faria uma declaração ainda na noite de terça, depois que o Irã atacou bases norte-americanas no Iraque, assumiu que a ação era um revide ao assassinato do general Qassim Suleimani e ameaçou atacar o território norte-americano e aliados dos EUA, como o Emirados Árabes e Israel, caso o revide de Trump seja desproporcional.

No tweet que fez a respeito dos ataques iranianos, Trump procurou demonstrar controle da situação e minimizou os danos dos ataques iranianos. “Tudo está bem”, disse Trump, lembrando que os Estados Unidos detêm o maior poderio bélico do planeta. Foi neste post que ele prometeu uma declaração formal para esta manhã.

Analistas internacionais avaliaram que tanto a declaração iraniana quanto a reação de Trump deixam em dúvida se o conflito, que já preocupa o mundo e afeta mercados internacionais, vai escalar ainda mais ou não, e em que ritmo. Caso não tenha havido perdas de vidas de norte-americanos e o Irã mantenha a disposição de só fazer um revide “convencional”, existe uma expectativa de que os Estados Unidos podem segurar qualquer ataque mais violento. Mas como se trata de Trump, qualquer avaliação baseada em premissas geopolíticas tradicionais é temerária.

 

Tudo o que sabemos sobre:

IraEUA e Irãconflito