Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Congressistas cobram resposta da Saúde sobre encalhe de testes

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Ex-ministro da Saúde e integrante da Comissão de Enfrentamento à Covid-19 da Cãmara, o deputado federal Alexandre Padilha (PT) cobrou do Ministério da Saúde uma resposta aos 6,86 milhões de testes RT-PCR para detectar coronavírus comprados pela pasta parados em depósito do governo federal em São Paulo que expiram entre dezembro deste ano e janeiro de 2021.

Na quarta, 25, o colegiado tem previsão de se reunir em audiência pública com técnicos da pasta, além de representantes de Estados e municípios sobre o caso. Há ainda movimento no Congresso Nacional para convocar o ministro Eduardo Pazuello a dar explicações.

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro culpa os governadores e prefeitos, o governo tenta prorrogar o prazo de vencimento dos produtos para evitar que sejam descartados já a partir do mês que vem. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) terá de autorizar uma eventual renovação da validade dos exames.

O número de testes encalhados é superior aos 5 milhões já feitos no SUS desde o início da pandemia. Além disso, o ministério prometeu que alcançaria média de 115 mil testes diários, mas a rede pública tem feito cerca de 27 mil, número inferior ao de meses anteriores.