Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Congresso ressurge no vácuo da falta de articulação do governo

Marcelo de Moraes

Sem montar uma base de apoio formal dentro do Congresso e com uma articulação política quase inexistente, Jair Bolsonaro abriu espaço para que o Parlamento ressurgisse. Essa fortalecimento do Congresso é destacado por João Domingos, na sua coluna no Estadão. “O fato é que, se Bolsonaro não tem articuladores políticos, deputados e senadores estão fazendo política como há tempos não faziam. Nesse espírito, são eles que impõem a agenda de trabalho, uma agenda que busca ser positiva para o País, como as reformas da Previdência e tributária, a primeira já em fase adiantada, mas do jeito que o Congresso quer, e não do jeito que o governo queria, a segunda sem esperar por Bolsonaro”, escreve o colunista.

E acrescenta: “Hoje, os congressistas fazem política de tal modo e com tal rapidez que nós antigos e difíceis de desatar têm sido desatados em tempo muito rápido. Como ocorreu na quarta-feira, quando a Câmara aprovou por votação unânime ou esmagadoramente a favor, duas emendas constitucionais que aumentam muito a força do Legislativo e tiram poder do Executivo”.

Tudo o que sabemos sobre:

CongressoJoão Domingos