Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Conheça o PGR interino que vai substituir Dodge

Equipe BR Político

Português de nascença, o subprocurador-geral Alcides Martins, 70 anos, que vai assumir a partir desta quarta-feira, 18, de forma interina por pelo menos uma semana o comando da Procuradoria-Geral da República (PGR), até que o nome de Augusto Aras seja publicado em Diário Oficial da União, tem uma das características que mais agradam ao presidente Jair Bolsonaro em homens públicos: a ligação com a religião.

O subprocurador Alcides Martins, no comando da Procuradoria-Geral da República interinamente, com a ex-PGR Raquel Dodge

O subprocurador Alcides Martins, no comando da Procuradoria-Geral da República interinamente, com a ex-PGR, Raquel Dodge. Foto: Divulgação/MPF

Católico, Martins está no Brasil desde os 14 anos. Ele ingressou no Ministério Público Federal (MPF) em 1984. Nove anos depois, foi promovido ao posto de procurador regional da República e, em 2000, chegou ao último nível da progressão no MPF, subprocurador. A transição do posto ocorrerá às 10h. A sabatina e votação no nome de Augusto Aras, indicado do presidente Jair Bolsonaro à função será na próxima quinta, 25.

Foi eleito vice-presidente do Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF), cargo que o habilita a assumir automaticamente a PGR em caso de vacância, em agosto deste ano. Foi uma votação apertada. Ficou empatado com o colega Nicolao Dino. O desempate se deu pelo critério de antiguidade: Martins tinha mais tempo de carreira.

De perfil discreto e expoente da ala “das antigas” do MPF –portanto um tanto crítico ao protagonismo que os jovens procuradores assumiram e a inovações como delações premiadas–, deve fazer uma interinidade discreta, sem decisões polêmicas, segundo a expectativa de integrantes do órgão.

Nos últimos dez anos, ocorreram dois mandatos interinos na PGR: quando a subprocuradora Helenita Acioli assumiu após o fim do mandato de Roberto Gurgel e antes de Rodrigo Janot tomar posse, em 2013, e em 2009, quando a subprocuradora Debora Duprat ocupou o posto por 22 dias.