Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Conselheiro da Petrobrás foi condenado por informação privilegiada

Vera Magalhães

Um dos indicados pelo governo Jair Bolsonaro para integrar o Conselho de Administração da Petrobrás, o ex-diretor da Agência Nacional do Petróleo John Forman, foi condenado pela Comissão de Valores Mobiliários por ter lançado mão de informações privilegiadas ao negociar ações de uma empresa, informa o Valor. O caso, de 2013, envolveu a venda de ações da HRT Participações em Petróleo, hoje PetroRio, onde Forman foi conselheiro no período de novembro de 2009 a março de 2012.

O agora conselheiro e um diretor da empresa negociaram ações antes da divulgação de fato relevante. Forman foi condenado a pagar multa de R$ 338,5 mil, mas não foi inabilitado. Forman foi conselheiro da ANP de 2002 a 2006.