Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Conta do pacote militar não fecha

Equipe BR Político

O ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, vai entregar nesta semana a proposta das Forças Armadas para a reforma da Previdência à equipe econômica do governo. “Vamos subir a receita, mas também equilibrar melhor as despesas”, disse o militar à colunista Eliane Cantanhêde, do Estadão.

No pacote, estão incluídas compensações, além do tal “sacrifício”, por perdas acumuladas ao longo dos anos, especialmente a partir da MP 2215, da era FHC. No entendimento do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e do ministro Paulo Guedes Maia, diz, “os militares não podem aproveitar a reforma para compensar defasagens antigas. No mínimo, a conta tem de zerar. Pelo projeto, só vai zerar no quinto ano. Até lá, eles ficam no lucro”, escreve a jornalista.

Tudo o que sabemos sobre:

previdênciaForças Armadas