Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Contagem regressiva para eleições de 2020

Equipe BR Político

Começou nesta sexta-feira, 4, a contagem regressiva para as eleições municipais de 2020: faltam 365 dias. Por causa das novas regras eleitorais, o pleito do próximo ano deverá ser marcado pela pulverização. Somente Rio, Belo Horizonte e São Paulo já somam ao menos 26 cotados para a disputa de prefeituras, segundo o Estadão.

Urna eletrônica: começa a contagem regressiva para as eleições municipais de 2020

Urna eletrônica: começa a contagem regressiva para as eleições municipais de 2020. Foto: Filipe Araújo/AE

Duas regras prometem ser determinantes para caracterizar a eleição do ano que vem. O fim das coligações proporcionais, que impede que legendas sem nomes fortes peguem carona em puxadores de voto de outros partidos e a cláusula de barreira, em vigor desde o ano passado, que estabelece um desempenho eleitoral mínimo para que políticos tenham acesso ao fundo partidário e ao tempo gratuito de rádio e televisão.

Além disso, a presença do PSL na disputa dará um tempero novo às eleições municipais. Na eleição de 2016, o partido sequer estava no mapa eleitoral. O desempenho que a sigla obtiver no pleito será um indicativo da força e influência política do presidente Jair Bolsonaro, que estará no meio de seu mandato.

 

Tudo o que sabemos sobre:

eleições 2020Eleições municipais