Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Contra apoio do PT a Rossi, Bolsonaro resgata voto de Maia contra Dilma

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro resgatou nesta sexta, 8, o voto favorável de Rodrigo Maia ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2016, ao criticar o apoio do PT ao candidato do atual presidente da Câmara, Baleia Rossi (MDB-SP), ao comando da Casa.

“O Rodrigo Maia, quando votou pela cassação da Dilma, deu um voto criticando o PT, (dizendo) que perseguiu o pai dele quando era prefeito no Rio. Deu um voto firme, objetivo, apontando que o PT era a maior desgraça do mundo. Hoje, está junto com o PT nas eleições da Presidência da Câmara. Pelo poder, água e óleo se misturam. Se bem que ali acho que não é água e óleo, não, são duas coisas muito parecidas”, afirmou Bolsonaro na porta do Palácio da Alvorada a seus seguidores.

O candidato da preferência do presidente, Arthur Lira (PP-AL), contabiliza menos apoio que Rossi no atual estágio da campanha.

Na época do afastamento de Dilma, Maia justificou assim o voto: “Pela minha família, mas principalmente pelo meu pai, Cesar Maia, que quando prefeito do Rio, foi atropelado pelo governo do PT. O PT rasga a Constituição no Rio de Janeiro e rasga a Constituição aqui. O meu voto é sim” .

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, destacou no dia do anúncio do apoio a Rossi, no início desta semana, que aquela posição do partido era especial para a campanha da Câmara, não se estendendo às negociações que envolvam o nome de um candidato presidencial em 2022.

Tudo o que sabemos sobre:

PTRodrigo MaiaJair BolsonaroBaleia Rossi