Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Contra direitos humanos, Brasil se alinha a ditaduras na ONU

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governo brasileiro se alinhou à China, Cuba, Venezuela, Irã e Síria nesta segunda-feira, 22, ao apoiar uma resolução proposta por esses países para enfraquecer o papel da Organização das Nações Unidas (ONU) no questionamento de direitos humanos. Os governos das nações citadas estão entre os mais questionados pela organização por serem ditatoriais.

Foto: Manuel Elias/UN Photo

De acordo com o jornalista Jamil Chade, do UOL, a posição tem como objetivo transformar o foco do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas em apenas um fórum de cooperação, reduzindo seu papel de monitoramento de eventuais abusos e violações.

A resolução foi aprovada com 23 votos no Conselho de Direitos Humanos, em Genebra. Ao todo, 16 países votaram contra e oito optaram pela abstenção.

Algumas entidades já se manifestaram contra o voto brasileiro em prol da resolução. Numa carta obtida por Chade, entidades como a Conectas Direitos Humanos, Anistia Internacional e a Human Rights Watch alertaram que o documento era “uma iniciativa polarizadora que procura subverter e minar o entendimento comum do pilar dos direitos humanos da ONU”.