Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Contra rodízio, Doria diz que ‘PSDB não é pizzaria’

Equipe BR Político

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), se colocou contra a possibilidade de seu partido adotar um esquema rotativo de comando, como divulgado pela Folha, no lugar de um mandato renovável de dois anos, em entrevista à rádio Joven Pan, nesta tarde de quarta, 3. Em maio, os tucanos devem escolher o substituto de Geraldo Alckmin na presidência da legenda. O “rodízio” com duração de 4 a 6 meses seria uma tentativa de minar a força de Doria no partido.

“O PSDB não é uma pizzaria, nós temos que ter ruma eleição, não há rodízio. Essa não foi uma ideia do Geraldo Alckmin, com quem almocei ontem. É uma ideia que, se existe, não vai prosperar. O que o novo PSDB precisa é ter posições. Em São Paulo, repito, está decretado o fim do muro. Eu sou um governador que tem posições. O PSDB vai praticar posições.  Minha posição é clara a favor do Bruno Araújo, é jovem, pernambucano, experiente, foi ministro de Estado das Cidades, tem disponibilidade porque vai se ocupar integralmente do PSDB, é agregador, tem bom de dialogo e firmeza de posições”, afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:

João DoriaPSDB