Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Contradição bolsonarista

Equipe BR Político

Os atos em favor do impeachment do ministro do STF Gilmar Mendes programados para este domingo, 17, serão um teste importante para o bolsonarismo. A avaliação é da editora do BRPolitico, Vera Magalhães, em sua coluna no Estadão. Segundo ela, a convocação por parte dos bolsonaristas de atos contra um ministro que tem ajudado a blindar o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, é uma contradição suprema.

“De toda forma, a cizânia no antes monolítico movimento bolsonarista – que se dá nas redes e também na implosão do PSL e dissidência rumo à ultrarreacionária Aliança pelo Brasil – é evidente e tende a se aprofundar quanto mais ficar claro que todo o apelo moralista da nova política não resiste à contraposição com a história de Bolsonaro, que fez da política um negócio familiar, à custa do qual construiu um patrimônio milionário e cujas ramificações ainda podem vir à tona. Neste momento, mais do que nas ruas, a faca e o queijo estão nas mãos do Supremo Tribunal Federal, de novo”, escreveu a colunista.

Tudo o que sabemos sobre:

gilmar mendesSTFbolsonarismo