Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Controversa, nova isenção de IR pode custar R$ 40 bilhões

Equipe BR Político

A proposta do presidente Jair Bolsonaro de aumentar a isenção da tabela do Imposto de Renda para quem ganha até cinco salários mínimos (R$ 4.990), que voltou a ser defendida na sexta, 9, traria uma perda de arrecadação de cerca de R$ 39 bilhões, informa o Estadão. Hoje, quem ganha até R$ 1.903,98 por mês está isento de declarar o IR. A proposta de Bolsonaro atingiria 11,2 milhões de pessoas. O cálculo não leva em conta o fim das deduções médicas na declaração de IR, medida em estudo pela equipe econômica.

Embora seja promessa de campanha, a ampliação da faixa dos que não pagam o IR enfrenta resistência da equipe econômica. Fontes ouvidas pelo Estadão disseram que não é possível conceder o benefício neste momento. Mesmo assim, a orientação dada à Receita é buscar uma solução que contemple o pedido do presidente.

Tudo o que sabemos sobre:

IR