Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Copom prevê recuperação ‘gradual’ da economia, mas recomenda cautela

Equipe BR Político

O Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, divulgou nesta terça-feira, 17, a ata da última reunião do grupo, que cortou a taxa básica de juros pela quarta vez consecutiva, levando a Selic à nova mínima histórica de 4,5%. O documento afirma que a decisão foi motivada pelo entendimento, por parte do BC, de que a economia brasileira “ganhou tração” em relação ao cenário observado no primeiro semestre de 2019. “O cenário do Copom supõe que essa recuperação seguirá em ritmo gradual”, diz a ata. O BC também levou em conta “níveis confortáveis” de inflação, e um cenário externo relativamente favorável às economias emergentes.

O comitê, porém, ressalta que é necessário que o governo federal siga com sua agenda de reformas estruturais para “permitir a consolidação da queda da taxa de juros estrutural e para a recuperação sustentável da economia”, e recomenda cautela na condução da política monetária. “Os dados sugerem que a economia segue operando com alto nível de ociosidade dos fatores de produção, refletido nos baixos índices das medidas tradicionais de utilização da capacidade da indústria e, principalmente, na taxa de desemprego.”

 

Tudo o que sabemos sobre:

CopomEconomiaBanco CentralSelic