Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Coronavac: FHC, Temer e Sarney serão vacinados em janeiro

Cassia Miranda

Exclusivo para assinantes

Integrantes do grupo prioritário de vacinação contra a covid-19, os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso, Michel Temer e José Sarney aceitaram o convite feito pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e estarão entre os primeiros paulistas a serem vacinados com a Coronavac contra o novo coronavírus em 25 de janeiro do ano que vem.

Coronavac. Foto: Nicolas Bock

A ideia é que a vacinação do trio seja um incentivo à população. Como mostrou o Datafolha, em dezembro, cresceu para 22% a parcela da população brasileira que não pretende se imunizar contra o novo coronavírus. Em agosto, o instituto apontava que apenas 9% não pretendiam se vacinar.

Nos Estados Unidos, George Bush, Bill Clinton e Barack Obama se ofereceram para tomar a vacina contra a covid-19 em público, para encorajar os americanos a se imunizarem.

O ato simbólico dos ex-presidentes contrasta com a conduta do atual chefe do Planalto, Jair Bolsonaro, que só nesta semana afirmou que: não vai se vacinar contra a covid-19, pois, segundo ele, “já tem anticorpos”, e que “não vai ter vacina para todo mundo”.