por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Corte de recursos ameaça o Censo

Vera Magalhães

A ordem do governo é baratear o Censo 2020, que está em preparação no IBGE. O número de perguntas do questionário deve ser reduzido, informa Míriam Leitão em sua coluna neste sábado no Globo. A colunista questiona a decisão e mostra que os custos do levantamento, feito a cada dez anos, é alto dadas as dimensões continentais do Brasil. “O Censo faz dois questionários. Um deles teria 37 perguntas, e o corpo técnico do IBGE sugeriu cortar para 34. Esse é respondido em todos os domicílios. O outro teria 112 e foi cortado para 96. Esse só 10% da população responde. Essas reduções não foram consideradas suficientes”, escreve.

No texto, ela resume discussão sobre as características, a importância e os riscos para o Censo diante das restrições orçamentárias feita por ela em seu programa na GloboNews com o ex-presidente do IBGE Simon Schwartzman e o professor José Szwako, do Iesp-Uerj.