Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Covas completa 1 ano na Prefeitura

Equipe BR Político

Na véspera de completar um ano como prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) colecionou medidas administrativas consideradas impopulares e atuou para minimizar tragédias. Entre elas, o desabamento de um prédio, de um viaduto e as chuvas de março, que deixaram 11 mortos na Grande São Paulo. “Ele foi o prefeito das catástrofes e teve oportunidade de mostrar que consegue superá-la”, avalia o vereador José Police Neto (PSD) ao Estadão.

No grupo das medidas impopulares está o corte de subsídios para o vale-transporte e o aumento da tarifa de transporte. “Todos esses atos são feitos para atingir um fim: cuidar das pessoas e da cidade. Governar a cidade é como cuidar de adolescente, é preciso falar o que ele tem de ouvir e não o que quer ouvir”, indica o prefeito.  Mas ele também tem feitos a comemorar. Ele também tirou do papel as primeiras privatizações: do Parque Ibirapuera, do Pacaembu, do Mercado de Santo Amaro e de imóveis na Vila Mariana.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Bruno Covasum anoPrefeitura de São Paulo