Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Covas diz que recomendação de Bolsonaro pode levar SP a viver situação de Milão

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), reiterou críticas à defesa do isolamento vertical proposto pelo presidente Jair Bolsonaro em entrevista ao jornal O Globo, prevendo que se a recomendação do chefe do Planalto for seguida, a Capital pode viver situação de descontrole sanitário similar à de Milão, na Itália.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas Foto: Nilton Fukuda/Estadão

“Não tenho a menor dúvida de que se as pessoas forem seguir os conselhos do presidente, que não tem nenhuma base científica, a situação em São Paulo vai explodir como em Milão”, afirmou. O prefeito da cidade italiana, Giuseppe Sala, teve que recuar em direção ao isolamento horizontal após impulsionar a campanha “Milão Não Pode Parar”. São Paulo atualmente é o epicentro da crise do coronavírus no País, com 2.339 casos e 136 mortes.

“Fazemos aqui o que apontam os médicos, cientistas e pesquisadores. Você sabe o que significa em meu currículo, como prefeito, fechar o parque do Ibirapuera, um cartão-postal da cidade?”, questionou. “As falas do presidente confundem. Há confusão dentro do próprio governo dele, o presidente fala uma coisa, ministro fala outra. Ele deveria reforçar a importância das pessoas colaborarem com o isolamento social.”